Espírito Santo em Ação

Fórum da Rede Empresarial: um dia de informações, troca de conhecimento e inovação


24.10.2017

A segunda-feira, 23 de outubro, foi um dia de trabalho, troca de informações e compartilhamento de ideias para os representantes das associações que integram a Rede Empresarial do Espírito Santo. Dirigentes e gestores das regiões Norte e Sul, e da Grande Vitória se reuniram no II Fórum da Rede Empresarial, realizado das 9 às 17 horas, no Hotel Senac, em Vitória. Diferente da edição anterior, um evento aberto ao público e com palestrantes externos, desta vez o grupo "olhou para dentro" e debateu temas como integração, fortalecimento, governança e atuação em rede.
Das 10 entidades que integram a Rede, oito estiveram presentes. Além do Espírito Santo em Ação estavam lá a Ases (Associação dos Empresários da Serra), AEC (Associação Empresarial de Cariacica), Asevila (Associação dos Empresários de Vila Velha), Amear (Associação Movimento Empresarial Aracruz e Região), Adel (Associação para o Desenvolvimento de Linhares), Assenor (Associação Empresarial do Litoral Norte do ES) e Messes (Movimento Empresarial Sul do Espírito Santo).
Diretor institucional do movimento empresarial e representante do presidente, Aridelmo Teixeira, Luiz Wagner Chieppe abriu o evento ressaltando a necessidade de fortalecimento da Rede e, sobretudo, da participação de cada membro das equipes das associações nesse trabalho em conjunto.
"Precisamos consolidar a Rede Empresarial, mas daqui é muito difícil entendermos as demandas de cada associação, pois cada região tem suas particularidades. Por isso a necessidade da interlocução, de atuação em parceria", argumentou o executivo, que destacou, ainda, a transversalidade do Espírito Santo em Ação e das associações que compõem a Rede.
 A programação do fórum incluiu um diagnóstico da rede empresarial e aprovação do seu regimento; lançamento interno de um aplicativo; apresentação das ações de cada associação, da Escola do Associativismo e dos projetos do setor de Comunicação do Espírito Santo em Ação.
Diagnóstico da Rede Empresarial
O coordenador Gabriel Feitosa fez um levantamento do cenário atual da rede e o resultado do estudo foi apresentado no evento. Além de defender o planejamento - "planejar é crucial para garantir a perenidade de nossas instituições", garantiu -, citou os números que envolvem a Rede Empresarial. Segundo ele, são 563 associados (contado todas as associações que a integram) e 158 mantenedores. Montante que,  segundo ele, indica boa representatividade das entidades capixabas. Por outro lado, Feitosa detectou que elas não têm atuado em rede.
"Com base no questionário, o que vi foi um cenário de atuação isolada e esse é um aspecto que merece reflexão. A Rede é um organismo em expansão, se queremos consolidar nossa atuação precisamos estar mais juntos", destacou ele, que só viu atuação em conjunto em ações relacionadas ao projeto de educação em tempo integral.
Aproveitando o final da apresentação de Feitosa, o secretário-geral do Espírito Santo em Ação, Luciano Gollner, completou. "Esse diagnóstico é o primeiro passo para que consigamos montar o Planejamento Estratégico da Rede".
Regimento interno
Foi o próprio Luciano quem apresentou o regimento interno e já aproveitou as sugestões de alterações que eram dadas pelos dirigentes das associações para aprovar o texto. Uma das novidades do documento é que embora a coordenação da Rede continue no Espírito Santo em Ação, a partir de agora cada entidade vai sugerir um nome de sua equipe para coordená-la com o movimento empresarial. A gestão deste "subcoordenador" será sempre de um ano.
Na opinião do secretário-geral, essa nova forma de trabalho proporcionará mais envolvimento dos atores que integram o grupo. "Seguindo na proposta de consolidação e fortalecimento, vamos, todos juntos, pensar a rede empresarial", argumentou.
Apresentação das associações 
Os representantes das sete entidades presentes ao fórum apresentaram seus ações e projetos. Presidente da Assenor, Natanagildo Beltrame divulgou o Planejamento Estratégico, falou sobre a reestruturação da instituição e destacou reuniões de sua diretoria com o Bandes e o Banco do Nordeste. "O objetivo dessas reuniões com os bancos foi levantar informações que nos ajudassem a movimentar a economia", argumentou.
Após apresentar as estratégias e diretrizes de seu PE, que já passou por uma revisão, o secretário-executivo do Messes, Ricardo Coelho de Lima, apontou os nove projetos que estão sendo discutidos no Movimento Empresarial Sul do Espírito Santo. "Nossa diretoria vai definir quais deles serão tocados e queremos buscar parceria de entidades de classe dos setores de produção para que possamos atuar em conjunto", adiantou.
Além de citar o problema da crise hídrica, que tem maltratado a Região Norte, outro destaque da apresentação do Juliano Capelini da Adel foi o grupo Aliança Jovens, baseado no Instituto Líderes do Amanhã, que já está formado na instituição e que já realizou duas edições do Fórum Liberdade e Democracia - que também segue os mesmos moldes do evento de Vitória. "Nas reuniões, eles fazem estudo de livros, artigos e filmes, realizam práticas empresariais e júri simulado. Estamos oferecendo aos nossos jovens inspiração e motivação!", comemora.
A seguir, foi a vez do presidente da AEC, Herik Marques, mostrar um pouco da rotina da entidade. Ele apresentou os cinco projetos prioritários e destacou que todos eles estão alinhados ao plano estratégico ES 2030.
"Nossos projetos prioritários têm a ver com educação, infraestrutura logística e formação empreendedora, e seguem a agenda do Estado. Discutimos muito o programa de educação em tempo integral, estamos auxiliando na construção do novo PDM do município e esse evento é muito importante para que possamos nos reunir mais e trocar experiências", considerou.
A necessidade de melhorar a governança e a relação com os associados, de formar novas lideranças e as discussões acerca de educação marcaram a apresentação do presidente da Amear, Marcelo Mendonça. "Precisamos preparar novas lideranças e não deixar de discutir o tema educação, que é o alicerce que garantirá a mudança do Brasil", resumiu ele, que também ressaltou a necessidade dos associados defenderem o Espírito Santo em Ação.
Vice-presidente da Ases, Djalma Quintino Malta Neto também levou ao Fórum da Rede Capixaba informações importantes sobre Associação dos Empresários da Serra. Das ações desenvolvidas pela equipe, ele chamou a atenção para o Caneg - Café de Negócios e para o Prêmio Mérito Empresarial Ases, que é realizado anualmente. O Caneg, segundo o dirigente, é o carro-chefe da associação em termos de geração de conteúdo e network. "Estamos chegando à 150ª edição, é um evento mensal e reunimos cerca de 150 participantes em cada evento", descreveu ele.
A última apresentação da primeira parte do evento foi da Asevila e ficou sob comando de Iracema Rossmann. A associação, que está completando 10 anos em 2017, se encontra em processo de formação da nova diretoria. "Temos planejamento e ideias, e acredito que esse trabalho será continuado com a nova diretoria".
App da Rede Empresarial
O evento desta segunda foi marcado, ainda, por uma inovação. O lançamento para a Rede Empresarial de um aplicativo que permitirá o acompanhamento de ações, projetos e eventos do Espírito Santo em Ação e da Rede Empresarial, e integrará os associados através do sistema IOS e Android. A nova ferramenta foi apresentada por Luciano Gollner. O APP, contudo, estará disponível para todos a partir da próxima sexta-feira, 27 de outubro.
"A partir de agora, as informações estarão ao alcance de nossas mãos. Não há dúvidas de que esse aplicativo vai agilizar o trabalho de gestão das entidades, nos permitirá visualizar todos os projetos em andamento, integrará nossas ações. Teremos a nosso dispor informação objetiva e rápida, uma importante ferramenta de trabalho que nos propiciará ganhos na gestão. Trata-se de uma ferramenta de comunicação, mas que está alinhada à gestão", explicou o secretário-executivo, que solicitou a todos que "se debrucem sobre a ferramenta". "Este é um sistema de informação em fase de aprendizado e vamos focar na melhoria contínua".
Escola do Associativismo
O empresário Sérgio Rogério de Castro  foi o convidado especial desta edição do Fórum. Ele apresentou a Escola do Associativismo, cuja proposta é fomentar o associativismo de alto nível com valorização da atuação com independência, com respeito à ética e forte princípio de honestidade, transparência e renovação.
"Nossa proposta é ampla, de longo prazo, mas enquanto isso vamos trabalhando, já temos nove parceiros e duas apoiadoras. E estamos investindo pesado nesse projeto porque entendemos que melhorando as associações, que são escolas de cidadania, fortalecemos a sociedade civil organizada com associações fortes, que se capacitam e podem ajudar, e muito, as autoridades eleitas. Associações fortes são agentes de transformação", defendeu Sérgio Rogério, fazendo questão de destacar o quando o tema associativismo tem a ver com o Espírito Santo em Ação. "O movimento empresarial foi uma novidade muito positiva no associativismo do Espírito Santo", resumiu.
E em sua participação no II Fórum da Rede Empresarial, Sérgio Rogério de Castro ainda destacou as principais conquistas do movimento empresarial desde que ele foi fundado, no início dos anos 2000. Segundo ele, ao investir em ações, articulação e projetos que têm a ver com gestão pública, formação de lideranças e educação, "o Espírito Santo em Ação marcou um gol de placa. E este é o principal legado que a entidade deixará para a sociedade capixaba".

Imagens

Comentário

  • Nome Completo:
    Email:
    Digite aqui seu Comentário:
    Enviar
Espírito Santo em Ação © Copyright 2009, Espírito Santo em Ação

Av. Fernando Ferrari, 1080, Ed. América Centro Empresarial - Torre Norte - Sala 501, Mata da Praia - Vitória - ES CEP: 29066-380 TEL: (27) 3024-7700

Fivecom